quinta-feira, 11 de agosto de 2016

Vileza Social

Não podemos ser nós mesmo, temos de ser aquilo que o outro quer que sejamos, caso contrário, estamos fadados a não estar mais juntos.
Não há a possibilidade de haver ternura e ou tolerância,
nem mesmo espaço para reflexão,
não, a desumanidade hoje não permite espaço...
...deve haver uma morte, e que seja a minha.
E se assim o for, sem problemas, pois já morri inúmeras vezes.
Mas que fique claro,
não há necessidade de paz, porque não estou em guerra,
morro tranquilo, sem mentir jamais.




0 comentários: